Minha lista • Mapa do site

Atendimento:
(11) 3382-0600
Atendimento:
(11) 3382-0600
Novo Ranking do Saneamento Básico evidencia: melhores cidades em saneamento investem 4 vezes mais que as piores cidades no Brasil

Novo Ranking do Saneamento Básico evidencia: melhores cidades em saneamento investem 4 vezes mais que as piores cidades no Brasil

Produzido pelo Instituto Trata Brasil em parceria com a consultoria GO Associados, o novo Ranking do Saneamento Básico contempla as 100 maiores cidades, onde habitam 40% da população, e foi feito com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento Regional, pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) – ano base 2017.

Os resultados mostram que os avanços são pouco relevantes e o país fica cada vez mais distante de atingir as principais metas de saneamento básico, especialmente as oficializadas pelo Brasil na ONU – Organização das Nações Unidas. Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS 6 – tem como meta “Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos até 2030″, mas a se manterem os baixos investimentos dos últimos anos (tabela abaixo), o Brasil ficará distante de cumprir mais este compromisso internacional.

Investimento em água e esgoto no Brasil - 2011 a 2017

Dados: Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) (em R$ bilhões)
2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
R$ 10,91 R$ 12,07 R$ 12,16 R$ 13,29 R$ 12,18 R$ 11,51 R$ 10,90

Desafios do Saneamento Básico brasileiro: O país ainda apresenta quase 35 milhões de brasileiros sem acesso à água tratada, quase 100 milhões de brasileiros sem coleta de esgotos (47,6% da população) e apenas 46% dos esgotos gerados no país são tratados. Isso significa poluição e doenças ininterruptas em todo o país. Como exemplo da situação nas grandes cidades, das 100 maiores, 90 apresentam mais de 80% da população com água tratada, em contrapartida, somente 46 cidades possuem mais de 80% da população com coleta de esgotos. Quando falamos de tratamento de esgotos os dados são piores; somente 22 municípios tratam mais de 80%. Quando tratamos das perdas de água potável nos sistemas de distribuição, mais de 80% dessas grandes cidades têm perdas superiores a 30%, o que mostra haver um grande desafio a ser vencido.

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Nossos Telefones

+55 (11) 9 7381-4017

+55 (11) 9 8245-5495

Fornecedores:
×
×

Carrinho